Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Social bookmarking

Social bookmarking Digg  Social bookmarking Delicious  Social bookmarking Reddit  Social bookmarking Stumbleupon  Social bookmarking Slashdot  Social bookmarking Yahoo  Social bookmarking Google  Social bookmarking Blinklist  Social bookmarking Blogmarks  Social bookmarking Technorati  

Conservar e compartilhar o endereço de Umbanda Livre em seu site de social bookmarking


Ato contra intolerância religiosa é realizado em Manaus

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Ato contra intolerância religiosa é realizado em Manaus

Mensagem por Tania Jandira em Dom Jan 24, 2016 1:21 pm

Um ato contra a intolerância religiosa foi realizado na tarde desta terça-feira (19) no Centro de Manaus. Povos e comunidades tradicionais de terreiro percorreram ruas da capital e se concentraram na paróquia de São Sebastião, onde exibiram faixas e distribuíram panfletos sobre o tema. A ação é realizada às vésperas do Dia Nacional de Combate a Intolerância Religiosa.
Rounnon Alberto Jorge é coordenador geral da Articulação Amazônica dos Povos e Comunidades Tradicionais de Terreiro de Matriz Africana (Aratrama) e conta que o diálogo entre a comunidade de matriz africana e a igreja católica iniciou há 13 anos.
"Foi a primeira vez que uma igreja católica se colocou em uma atitude de diálogo fazendo um marco de combate à intolerância. A presidência da república criou o Dia Nacional de Combate a Intolerância Religiosa e como nós já fazíamos esse trabalho aqui no Amazonas sem o dia, nós continuamos nessa articulação com a Arquidiocese de Manaus", afirmou.
Segundo ele foi criado um Termo de Ajustamento Coletivo (TAC) de não agressão entre as principais lideranças religiosas na capital.
Jorge alertou sobre relevância do tema. "Hoje nós temos a consciência de que esse é um problema extremamente grave que afeta o Brasil. Temos índices aqui no Amazonas de morte, de agressões físicas, de bullying, de ataques a propriedades. No momento em que a igreja católica e a paróquia abrem as portas para o povo de matriz africana, é uma posição que a sociedade toma dizendo que não há espaço para a intolerância religiosa na cidade", concluiu. Em meio à ação, algumas pessoas que já sofreram algum tipo de agressão participaram e relataram o ocorrido. Como é o caso da açougueira Mariluce Santos, 34 anos. Ela conta que sofreu uma tentativa de homicídio com o marido no interior de sua residência.
"Minha vizinha é religiosa e tem raiva de mim por ser umbandista. Ela mentiu para uns traficantes e eles tentaram me matar no fim do ano passado. Meu marido ficou gravemente ferido. Nós recebemos muitas críticas só porque somos umbandistas, negros e acham que a gente faz mal a todo mundo", contou.
A comunidade participou da celebração e distribuiu panfletos para o público que estava no interior da paróquia.
http://g1.globo.com/am/amazonas/noticia/2016/01/ato-contra-intolerancia-religiosa-e-realizado-em-manaus.html

avatar
Tania Jandira

Mensagens : 2752
Reputação : 177
Data de inscrição : 02/02/2012
Idade : 58
Localização : Rio de Janeiro

http://psicoterapiarj.blogspot.com.br/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum