Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Social bookmarking

Social bookmarking Digg  Social bookmarking Delicious  Social bookmarking Reddit  Social bookmarking Stumbleupon  Social bookmarking Slashdot  Social bookmarking Yahoo  Social bookmarking Google  Social bookmarking Blinklist  Social bookmarking Blogmarks  Social bookmarking Technorati  

Conservar e compartilhar o endereço de Umbanda Livre em seu site de social bookmarking


Evento iniciou as celebrações do Dia Estadual de Cultos Afro Religiosos - Amapá

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Evento iniciou as celebrações do Dia Estadual de Cultos Afro Religiosos - Amapá

Mensagem por Tania Jandira em Ter Maio 10, 2016 1:38 pm

Programação ocorre até o dia 9 de maio, com palestras e atos culturais.
Representantes de religiões de matriz africana no Amapá se reuniram nesta sexta-feira (6) para debater sobre políticas públicas de combate à intolerância no Amapá. O evento iniciou as celebrações do Dia Estadual de Cultos Afro Religiosos, comemorado no dia 8 de maio.
De acordo com a representante da Secretaria Extraordinária de Políticas para Afrodescendentes (Seafro), Nubia Souza, a programação se estende até o dia 9 de maio, com palestras e atos culturais, que visam o combate ao preconceito religioso e racial.
“Este é um momento fundamental para as religiões de matriz africana no Amapá. Várias ações foram desencadeadas no Amapá. Muitos promovem a intolerância por não conhecer e temos que reafirmar todos os dias as políticas de diversidade”, enfatizou.
Durante o encontro, foi debatida a proposta de criação da Delegacia Especializada em Repreensão a Crimes de Racismo e Intolerância no Amapá. O advogado presidente da Comissão da Verdade da Escravidão Negra, Danilo Martins, explica que um projeto foi aprovado em 2015, mas a gestão estadual necessita de recursos para a implantação.
“O governo reconheceu a necessidade, pois a intolerância ainda é presente diariamente no cotidiano de membros de religiões de matriz africana. São pais, mães, crianças que são alvos do preconceito. O projeto foi aprovado, mas é preciso que se obtenha recursos para a criação da delegacia”, disse.
O secretário de Justiça e Segurança Pública, Gastão Calandrini, disse que o projeto engloba diversos seguimentos considerados minorias, como deficientes físicos, LGBT e afrodescentes no Amapá.
“O projeto está pronto para abranger o público da minoria que é vulnerável a sofrer a violência da intolerância. Mas ainda não tem previsão para ser criado, porque é preciso melhorar o ambiente econômico no Amapá para dar continuidade na parte prática”, ressaltou o secretário.
Durante a cerimônia, ocorreu a entrega de selos de promoção da Igualdade Racial, concedidos a 36 pessoas e representantes de entidades que promovem políticas da igualdade racial no Amapá.
Extraído do portal de notícias Afro Geledés.org
http://www.geledes.org.br/religioes-de-matriz-africana-debatem-acoes-contra-intolerancia-no-amapa/?utm_source=Atualiza%C3%A7%C3%A3o+Di%C3%A1ria+Geled%C3%A9s&utm_medium=email&utm_campaign=ba26b7ed2a-RSS-NEWS-Portal-Geledes&utm_term=0_b0800116ad-ba26b7ed2a-354029485

avatar
Tania Jandira

Mensagens : 2752
Reputação : 177
Data de inscrição : 02/02/2012
Idade : 58
Localização : Rio de Janeiro

http://psicoterapiarj.blogspot.com.br/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum