Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Social bookmarking

Social bookmarking Digg  Social bookmarking Delicious  Social bookmarking Reddit  Social bookmarking Stumbleupon  Social bookmarking Slashdot  Social bookmarking Yahoo  Social bookmarking Google  Social bookmarking Blinklist  Social bookmarking Blogmarks  Social bookmarking Technorati  

Conservar e compartilhar o endereço de Umbanda Livre em seu site de social bookmarking


Terreiro de Umbanda é depredado e mãe de santo lamenta intolerância religiosa

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Terreiro de Umbanda é depredado e mãe de santo lamenta intolerância religiosa

Mensagem por Tania Jandira em Seg Jun 26, 2017 1:52 pm

Um terreiro de Umbanda foi invadido e depredado por bandidos na madrugada desta quarta-feira (21) no loteamento Cidade Verde, zona Sudeste de Teresina. Por dentro, foram quebradas imagens de santos, uma porta de vidro e foi violado o espaço chamado de 'quarto sagrado', usado para práticas religiosas. Do lado de fora foram quebradas dezenas de garrafas de cerveja roubadas do próprio terreiro. A Mãe de Santo, Ester de Iansã, responsável pelo templo, denunciou o caso ao 8º distrito de Polícia Civil, no bairro Dirceu, e acredita ser um crime de intolerância religiosa.
"O prejuízo maior que tivemos foi a violação do nosso sagrado. Não levaram absolutamente nada e olha que tinham coisas de valor lá dentro. Infelizmente só pode ser um crime de intolerância. Tínhamos tambores, peças de cristal, prata e nada foi levado. Eu me sinto triste e insegura", desabafou.
A umbandista explica que vizinhos do local viram a movimentação e avisaram trabalhadores da casa que chegaram a ir até o terreiro, mas não conseguiram encontrar ninguém. Além de danificado o local foi deixado sujo e bagunçado pelos criminosos.
A delegada titular do 8º DP, Alexandra Santos confirmou ao Cidadeverde.com que recebeu a denúncia e acrescentou que na tarde de hoje foram realizadas diligências e  procedimentos referentes ao caso.
Os frequentadores do terreiro fizeram o trabalho de limpeza do local. A Mãe de Santo lamenta o ocorrido e se diz humilhada com a prática. "Eu como sacerdotisa me sinto humilhada porquê nós vivemos num Estado que é laico e todo mundo tem direito a ter a sua religião. Mesmo que a gente não goste da religião a gente tem que respeitar", lamentou.
avatar
Tania Jandira

Mensagens : 2759
Reputação : 179
Data de inscrição : 02/02/2012
Idade : 58
Localização : Rio de Janeiro

http://psicoterapiarj.blogspot.com.br/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum