Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Social bookmarking

Social bookmarking Digg  Social bookmarking Delicious  Social bookmarking Reddit  Social bookmarking Stumbleupon  Social bookmarking Slashdot  Social bookmarking Yahoo  Social bookmarking Google  Social bookmarking Blinklist  Social bookmarking Blogmarks  Social bookmarking Technorati  

Conservar e compartilhar o endereço de Umbanda Livre em seu site de social bookmarking


Polícia analisa vídeo de advogada que teria incitado intolerância religiosa

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Polícia analisa vídeo de advogada que teria incitado intolerância religiosa

Mensagem por Tania Jandira em Sab Jul 15, 2017 11:44 am

Um vídeo divulgado nas redes sociais de uma advogada será utilizado nas investigações que apuram supostos casos de intolerância religiosa em Teresina.  
O delegado Emir Maria, titular da Delegacia de Direitos Humanos e Repressão às Condutas Discriminatórias, confirmou ao Cidadeverde.com que vai analisar as imagens e investigar se têm conexão com os recentes ataques sofridos pelos terreiros de umbanda da capital
O delegado conta que há cinco inquéritos policiais abertos na delegacia. Um diz respeito às veiculações de palavras de ódio e preconceito às religiões africanas que teriam sido proferidas pela advogada. Os outros quatro procedimentos apuram invasões aos terreiros de umbanda. 
“Nós não sabemos ainda se essas invasões se tratam de crimes contra o patrimônio e ou se trata de crime especifico de vilipendiar imagens ou crime de intolerância religiosa. Ao final das investigações é que vamos ver se há conexões entre esses delitos e se os mesmos foram causados por intolerância religiosa”, conta o delegado. 
Emir Maia avisa que, se confirmado que as imagens divulgadas pela advogada incitaram os supostos casos de intolerância, ela deverá ser indiciada pela prática, cuja pena é reclusão de 1 a 3 anos e multa.
No vídeo, gravado durante uma reunião do Conselho Pleno da OAB-PI com representantes do da umbanda,  a advogada cita que "orixás, entidades, guias são demônios".
“Talvez essas publicações tenham incitado outras pessoas da religião dela a praticar invasões aos terreiros de umbanda. Através das redes sociais vimos que as pessoas estão ficando mais intolerantes. Ninguém esta respeitando mais ninguém. Temos que respeitar a diversidade, sim. Nosso Estado é laico”, declarou o delegado.
As imagens, de acordo com o delegado, ainda estão publicadas no Facebook da advogada. Posteriormente, a Polícia Civil vai pedir a retirada do vídeo da internet. 
A preocupação da Delegacia de Direiros Humanos e Repressão às Condutas Discriminatórias é que mais ataques a centros de umbanda ocorram em Teresina.
"Há dois anos, o Estado do Mato Grosso  vivenciou a intolerância. Lá, a Polícia Civil teve que criar um núcleo especializado para combater casos de intolerância",destacou o delegado Emir. 
Nesta quarta-feira (12), às 15h, o delegado irá realizar audiência com os pais e mães de santo dos quatro terreiros de umbanda que foram atacados nos últimos 30 dias. 
 http://cidadeverde.com/noticias/251757/policia-analisa-video-de-advogada-que-teria-incitado-intolerancia-religiosa
avatar
Tania Jandira

Mensagens : 2730
Reputação : 177
Data de inscrição : 02/02/2012
Idade : 57
Localização : Rio de Janeiro

http://psicoterapiarj.blogspot.com.br/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum